Documentos de Interface Visual

PDF

Interface Visual - Prototipação

É um processo de criação de protótipos que visa simular a aparência e funcionalidades de um sistema ou parte dele.

Estes protótipos possibilitam que os envolvidos neste processo percebam os requisitos do sistema podendo interagir, avaliar, alterar e aprovar as características mais relevantes nas enterfaces e funções. Para efeito de organização dos protótipos criados, normalmente são criados os fluxos de navegação dentro do sistema.

Ela também serve para uma excelente comunicação entre as necessidades reais do cliente junto aos desenvolvedores.

O protótipo é desenvolvido com uma versão inicial do documento de especificação dos requisitos. Depois do protótipo estar pronto o cliente o utiliza, e baseado na avaliação do cliente é fornecido ao mesmo as impressões do que precisa ser alterado, o que está faltando e o que não é preciso.

O protótipo então é modificado incorporando as sugestões de mudança, e o cliente usa-o novamente repetindo o processo até que o mesmo seja válido em termos de custo e tempo.

Benefícios:

- O modelo é interessante para alguns sistemas de grande porte nos quais representem um certo grau de dificuldades para exprimir rigorosamente os requisitos.

- É possível obter uma versão do que será o sistema com um pequeno investimento inicial;

- A expectativa de produzir o protótipo pode reduzir o custo das fases posteriores.

- A construção do protótipo pode demonstrar a viabilidade do sistema.

Questões Relevantes:

- A prototipação deve ser utilizada apenas quando os usuários podem participar ativamente no projeto;

- Não descuidar de uma boa análise que deve ser conduzida durante todo o processo de prototipação.

- Esclarecer aos usuários que o desempenho apresentado pelo protótipo não necessáriamente será o mesmo do sistema final.

- Evitar que o sistema final seja um protótipo em que foram implementados todos os requisitos especificados, pois corre o risco de um sistema mal implementado, uma vez que as técnicas utilizadas para desenvolver um protótipo são diferentes daqueles utilizados na implementação de um sistema (relaxamento de regras de negócio, manipulação de exceções etc...).

- Durante a etapa de prototipação, documentar todos os pontos levantados e implementados no protótipo, que não constavam dos requisitos iniciais, para incluí-los na documentação final.

Conclusões:

Mesmo com as vantagens de agilização no processo de desenvolvimento assim como maior envolvimento dos stakeholders e redução de custos, o uso da prototipação deve ser com cautela e com muita comunicação.

Vale a pena ressaltar que antes do início das prototipações é essencial que seja verificada, junto ao cliente, a existência de padrões de telas (botões, fontes, cores e outros).